Desde que assumiu a Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, vem prometendo construir um muro na região fronteira com o México. Segundo o presidente, o objetivo desse muro é diminuir a entrada de imigrantes ilegais ao país.
Foto: Christian Chavez/AP
O lugar que já é marcado por pobrezas, tristezas, separações, desilusões, agora  ganhou um novo sentido e até uma certa leveza.

Dois Arquitetos americanos aproveitaram a triste oportunidade do Muro para criar gangorras e juntar pessoas que estão em lados opostos.

O brinquedo instalado por eles fica em um trecho da fronteira entre as cidades de El Paso (EUA) e Ciudad Juaréz (México). De forma lúdica e política, os arquitetos conseguiram fazer o que todo o mundo espera, que é unir ao invés de separar.

Quando perguntado sobre a iniciativa de criar o brinquedo, um dos profissionais responderam "o que é feito de um lado tem impacto no outro. E isso é o que a gangorra faz. Exatamente isso", disse o arquiteto Ronald Rael.

Rael escreveu ainda em uma rede social "[Foi] um evento cheio de alegria, animação e união na fronteira. O muro virou literalmente o ponto de sustentação para as relações dos EUA com o México e crianças e adultos foram conectados de forma significante em ambos os lados com o reconhecimento de que as ações que acontecem em um lugar devem ter consequências diretas do outro. Incríveis ‘obrigados’ a todos que fizeram esse evento possível."

A arquitetura social vem ganhando cada vez mais destaque, uma vez que seu principal objetivo é criar espaços adequados à realidade humana, onde haja interação entre a vida e as formas e que, sobretudo, existam relações saudáveis entre pessoas e cidades.

A tendência arquitetônica tira dos projetos o foco em questões estéticas para desenvolver espaços responsáveis, comprometidos com a vida humana e que renovam a conexão com a realidade.

Everson Martins, conselheiro do CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo) de Santa Catarina, disse em uma entrevista ao Portal de Notícia G1, que para cidades, planejadores, arquitetos e urbanistas, a arquitetura social se apresenta como uma oportunidade de criar espaços que valorizam qualquer área urbana e que contribuem para uma vida melhor. Por outro lado, também desafia profissionais a criarem espaços cada vez mais adequados para estimular boas relações entre as pessoas, mas que traz recompensas de muito valor.

O grande desafio da Arquitetura é formar esse tipo de profissional. Cada vez mais sensível e antenado a realidade que o cerca. É claro que todos desejam projetar grandes obras e monumentos Brasil a fora, ficar famoso e ser referência. MAS, antes de pensar em todas essas questões, os estudantes de arquitetura e interessados estão mesmo interessados em elaborar projetos que façam sentido na vida das pessoas, mudando-as para melhor, tendo os conceitos de acessibilidade e sustentabilidade sempre presentes.

Por esses e outros motivos, os cursos de Arquitetura e Urbanismo trazem na grade curricular algumas disciplinas como: Meios de Expressão, Ambiente e Sociedade, Desenho Arquitetônico, Multimeios, Cartografia e Geoprocessamento e muitos outras.

Quero conhecer o curso de Arquitetura
bg-img14.jpg

Fique por dentro!

Inscreva-se em nosso blog e fique por dentro das nossas dicas.

Deixe seu comentário

Posts Recentes

Mais Acessados