Você certamente já percebeu que temáticas relacionadas ao Empreendedorismo estão em pauta não é mesmo? E não é de hoje, o movimento sobre empreendedorismo no Brasil começou na década de 1990, na mesma época que o Sebrae foi fundado.

A atenção sobre a criação e gestão de pequenos negócios vem crescendo diariamente, tanto no que se refere ao desenvolvimento do comportamento e empreendedor, como também para o direcionamento de investimentos e na profissionalização da gestão de pequenos negócios.

Dentre as contribuições dos pequenos negócios para o desenvolvimento da economia é importante destacar a geração de emprego e renda, isso faz com que aumente a demanda de novos produtos e/ou serviços, fazendo com que surja a necessidade de aumentar a oferta e com isso a criação de novas empresas no mercado.

No que se refere ao comportamento empreendedor é importante destacar que os empreendedores são considerados pessoas criativas, movidas pelo desafio, capazes de perceber novas oportunidades de negócios, tanto para criar como para implementar melhoria nas organizações e no desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Depositphotos_97391268_l-2015-1

As motivações para empreender são várias, dentre elas estão:
• A identificação de necessidades no mercado;
• A observação de deficiências em produtos e/ou serviços;
• A observação de tendências;
• Em decorrência da nossa ocupação atual;
• Por meio da procura de outras aplicações para produtos atuais;
• Por meio da exploração de hobbies.

É importante destacar que não basta ter uma ideia, é necessário implementar práticas de gestão, uma questão importante que é preciso ficar atento se dá com relação às taxas de mortalidade das micro e pequenas empresas. Segundo dados do SEBRAE, cerca de 80% dos micros e pequenos empresários perdem em parte, ou totalmente os recursos investidos na abertura do negócio. A cada ano são abertas em média 130 mil empresas, ao mesmo tempo são demitidos cerca de 70 a 80 mil funcionários. Vamos conhecer algumas estatísticas quanto aos índices de mortalidade das pequenas empresas:
• 29% fecham antes de completar o primeiro ano;
• 56% fecham antes do quinto ano;
• 44% sobrevivem aos cinco primeiros anos.

É importante destacar que ao optar por abrir uma empresa, é aconselhável que Empreendedor procure ajuda de um Administrador a fim de estruturar seus processos, procure um contador para conhecer todos os tributos inerentes às suas atividades. Vale destacar que algumas instituições de ensino, fundações de inovação e órgãos de apoio estão à disposição para orientar e para fornecer formações específicas no que diz respeito à criação e gestão de um novo negócio.

bg-img14.jpg

Fique por dentro!

Inscreva-se em nosso blog e fique por dentro das nossas dicas.

Deixe seu comentário

Posts Recentes

Mais Acessados